segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Ao gênio do humor

Oi, tudo bem? Ultimamente, tenho sentido falta do espírito do humor, não o humor negro ou o sarcástico, não. Mas o humor simples, límpido... Então me tornei uma saudosista, recordando os trapalhões e Charlito. Na minha visão, humor como eles não existem mais... Sabe aquela figura que, só de olhar, nos tira o mais singelo sorriso? É disso que eu sinto falta. Quiçá, talvez, minha alma esteja cansada de tanta violência, noticiários abordando a guerra dos candidatos pelo nosso voto (guerra tétrica, aliás)... Sinto falta de rir. Rir com a alma de uma criança quando vê, pela primeira vez, o rosto de sua mãe. Rir como quem toma chuva ou assiste ao pôr do sol. Rir. Simplesmente, rir. E dessa nostalgia, surgem-me os palhaços dignos das mais belas homenagens (palhaços ora esquecidos). Zacarias, Mussum... Chaplin. Deixo-lhes com um pouquinho da minha saudade, ou melhor, da minha necessidade: rir. Rir com aquele que, a meu ver, sintetiza este palhaço de que preciso no momento...Ao gênio do humor, minha pequena homenagem, como agradecimento.
Beijitos

Link

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...